83702163_2685744404874650_53765262611264

Comecei minha história com os cães em 1998 , onde eu e meu irmão éramos feirante!

Meu irmão "Rodrigo Marques" então me apresentou um adestrador e começamos a aprender a adestrar cães!

Após um período começamos a trabalhar com isso! Era uma profissão rentável, mais me faltava algo! Sempre amei os animais, mais sentia que só treina-los não era o suficiente!

Em 2010 passei por uma caixa de papelão em uma rua de terra e deserta e me dispersou a curiosidade. Pra minha surpresa 6 cães bebês saíram correndo ao meu encontro. Fiquei muito compadecido pela situação e resolvi resgata-los, porém não tinha idéia do que fazer, pois morava de aluguel!

Decidi entrar em contato com uma cliente e amiga chamada "Rosanela". 

Rosanela tem um trabalho lindo junto ao colégio singular em pról dos animais, então ela me informou que estaria realizando uma feira de adoção e era pra eu participar.

Fui correndo, e ao chegar fui bem recebido e com um crachá escrito Protetor Anderson!!!! Foi como uma luz divina em meu caminho e Deus me mostrando o que eu deveria fazer.

Pouco tempo depois consegui me mudar para uma chácara bem grande! Desde então montei o grupo adote um amigo e passei a tentar ajudar os animais.

Com o grupo já foram resgatados mais de 400 animais, doados mais de 600, sendo dos meus resgatados ou de outros.

Então decidimos eternizar nosso projeto criando o Instituto Anderson dos Cachorros, onde através de ajuda de pessoas do bem temos a oportunidade de ajudar ainda mais nossos bichinhos!

Hoje me orgulho do crachá que recebi e faço deste projeto o meu motivo de viver!

125883039_3495337080582041_9032072409906

Nossa missão hoje consiste em :

Resgatar:
Recolher para local limpo e seguro o animalzinho, que, na maioria das vezes, está com sua saúde debilitada, por conta das carências todas que sofre nas ruas. Com toda a nossa capacidade instalada tomada, esta parte fica comprometida com os já resgatados e aguardando apenas adoção. Mas, mesmo assim, dependendo da urgência, ainda prestamos socorro.

Cuidar:
A maioria deles nos chegam em estado de desnutrição, alta infestação de vermes, parasitas, algumas vezes com sarna, enfim, doenças que são resultado de sua queda de resistência pelos maus cuidados das ruas . Prontamente, levamos o animalzinho a uma consulta veterinária para que seja avaliada a melhor maneira de recuperar sua saúde. Muitos casos podem ter que envolver cirurgias, em casos de atropelamento, por exemplo. Vermifugação é o procedimento básico e inicial para começar a cuidar de sua saúde.

Vacinar:
Uma vez vermifugado e livre dos parasitas, é a hora de vacinar o cãozinho. Apenas um profissional veterinário é capacitado a analisar se o caozinho pode ser vacinado, pois sua saúde deve estar em dia. A vacina é o único meio de mantê-lo protegido da doenças fatais. Quando filhotes, são necessárias 3 doses e depois, quando adultos, deverão ser renovadas anualmente.

Castrar:
Todos os nossos animais são doados castrados, sejam de raça pura, mestiços ou os SRDs, (sem raça definida), como corretamente são chamados os vira-latinhas. Esta é uma das partes mais importantes de nosso trabalho.

Entendemos que a CASTRAÇÃO é a única forma de controlar a multiplicação desenfreada destes animais. Ela sim é uma solução digna aos animais de rua e NÃO A CONDENAÇÃO A MORTE PRATICADA PELOS CCZs.
Muitas vezes auxiliamos famílias que não possuíam esta consciência lhes esclarecendo sobre este importante item, castrando seus animais.
A castração não livra o animal apenas de uma gravidez indesejada, no caso de fêmeas que muitas vezes são abandonadas justamente porque estão grávidas.
Ela também o protege de várias doenças que, se não diagnosticadas a tempo, levam os bichinhos a óbito. Como por exemplo: piometra (infecção uterina nas cadelas), câncer de mama, câncer de próstata (no caso de cachorros machos).

Doar:
Esta é a conclusão de todo nosso trabalho, que começou lá atrás com o reestabelecimento da saúde do bichinho. E o que fecha com chave-de-ouro nossa missão é ter uma vida que, de início estava ameaçada de não existir mais, e vê-la forte, feliz e protegida, tendo uma segunda chance ao lado de uma família. Não acreditamos em abrigo como depósito de animais. Todos nossos animais estão para adoção. É claro que seguimos um critério para esta adoção, pois o que desejamos é a felicidade e harmonia entre o cãozinho e sua nova família e algumas coisas são básicas para garantir isso. Acreditamos que somos necessárias na vida deles por um tempo, como se fôssemos uma ponte, até que chegue sua verdadeira família.
Eu cuidei dele PARA VOCÊ! Até que VOCÊ chegasse! Eu posso contar, escrever sobre a história do bichinho até hoje, mas daqui por diante, os novos capítulos de felicidade serão escritos pelas famílias adotantes. Assim esperamos e trabalhamos para que seja.